image1 image2 image3

Seja bem vinda AMIGA|Sou apaixonada pelo universo feminino|Minha missão é inspirar mulheres|A se sentirem ainda mais lindas!

5 dicas para proteger os pés, mesmo de salto alto

Veja porque o salto alto pode prejudicar os pés e aprenda como se prevenir.
Hoje em dia, a maioria das mulheres usa sapato de salto alto a maior parte do tempo. Por mais bonitas e elegantes que elas possam parecer, muitos cuidados devem ser tomados para que os pés não sejam prejudicados.
O uso excessivo de salto alto pode causar desde problemas comuns, como inchaço no dedão do pé, bolhas e calos, como também problemas mais complexos, como deformações permanentes nos dedos e intensas dores na sola do pé, que parecem aumentar cada vez mais.
Ainda assim, muitas mulheres se recusam a desistir de seus saltos altos. Um estudo realizado pela Associação Médica Americana de Podologia mostrou que cerca de 42% das mulheres admitiram que usariam um sapato que gostassem mesmo se lhes causasse desconforto, e 73% admitiram já ter algum problema no pé por causa de sapatos.
Então, o que fazer? Médicos afirmam que se o uso de sapatos de salto é realmente necessário ou desejado, precauções devem ser tomadas, bem como problemas devem ser detectados e tratados o mais cedo possível. Assim, além de futuras complicações serem evitadas, andar de salto alto se tornará mais confortável.
Sapatos de salto e dores nos pés: o que você precisa saber
O uso de sapatos apertados deforma a forma natural dos pés, e por isso eles ficam doloridos.
Quando além de apertados, ainda são altos, a dor rapidamente pode se transformar em sérios danos. Isso acontece porque, além de já estarem sendo esmagados, o salto faz com que mais peso seja colocado sobre os pés.
Entre os problemas mais comuns estão as saliências ósseas que geralmente aparecem na base do dedão e distorcem o formato do pé (joanete).
Saltos altos não causam joanete, mas agravam o quadro de quem já tem. Quem tem joanete geralmente tem um osso deslocado perto do dedão do pé, o que altera o modo de andar da pessoa. Se o pé for colocado em um salto alto e inclinado pra trás, a pressão sobre esse osso piora e a dor aumenta ainda mais.
Embora o uso de saltos mais baixos possa ajudar bastante, muitas vezes a melhor solução para endireitar o osso é fazer uma cirurgia.
Quem usa salto diariamente provavelmente já vivenciou dois problemas comuns: calos e bolhas. Essas camadas de pele morta são a maneira de o corpo defender os pés da agressão que estão recebendo.
Sapatos de salto e a meia-idade
Com certeza é muito agradável ganhar ou comprar um par de sapatos altos. Porém, quem tem a impressão de que eles pareciam mais confortáveis quando se tinha 20 ou 30 anos do que agora aos 40 ou 50 anos, está certa.
Com o passar do tempo, o pé vai perdendo gordura na sua parte inferior. Ou seja, os depósitos de gordura que normalmente protegiam a sola do pé se tornam escassos, tornando os pés mais desprotegidos e os sapatos mais desconfortáveis.
Uma boa idéia para diminuir a dor nos pés é o uso de palmilhas acolchoadas, que agem como um tampão entre os pés e o solo, tornando o caminhar mais suave.
Em quem usou principalmente saltos altos durante a maior parte da vida, pode ocorrer a retração do tendão, o que resulta em dor durante o uso de sapato de salto baixo, e até mesmo na incapacidade de andar descalça.
Nesse caso, o ideal é fazer alongamentos. Em casos raros, a cirurgia pode ser necessária, para a extensão do tendão.

5 dicas para proteger os pés, mesmo usando salto alto

  1. Adquira o salto alto mais adequado ao seu pé. Por mais bonito que um sapato possa ser, não o use se ele faz o seu pé ficar deslizando ou se sobra espaço no calcanhar. Sapatos desajustados fazem os pés irem muito pra frente, causando mais pressão e dor. Procure por sapatos cômodos e não apertados, para evitar problemas.
  2. Existem diversos tipos de palmilhas disponíveis no mercado, tanto para proteger a sola do pé quanto o calcanhar. Elas absorvem o impacto enquanto você caminha, e funcionam como substitutas da gordura que seu pé perdeu.
  3. Use saltos mais grossos, para ter mais estabilidade. Um salto grosso, além de fornecer um melhor equilíbrio, distribui o peso uniformemente sobre o pé, aliviando algumas pressões. E alternar saltos de diferentes de alturas pode diminuir problemas nos tendões.
  4. Preste atenção a inclinação do salto. Enquanto alguns deixarão o pé totalmente reto, outros podem o deixar bastante inclinado. Dê preferência aos que apresentam apenas uma leve inclinação gradual, que são mais confortáveis para os arcos do pé.
  5. Use sapatos abertos nos dedos para aliviar a pressão sobre os calos e bolhas. Se possível, procure um podologista para que ele possa tratar corretamente os seus pés.

Compartilhe:

CONVERSATION

0 comentários: