image1 image2 image3

Seja bem vinda AMIGA|Sou apaixonada pelo universo feminino|Minha missão é inspirar mulheres|A se sentirem ainda mais lindas!

Como se vestir de forma elegante sem gastar muito



Como ser elegante? Listamos alguns segredos para você - Tudo sobre ...

A elegância está muito mais na atitude do que na composição do look. Ser elegante é valorizar o formato do corpo com o tipo de moda que se gosta. Algumas ocasiões pedem um dress code mais formal e outras permitem algo mais casual e relax. Muitas pessoas relacionam a elegância com um determinado estilo, mas este é um erro. Ser elegante é estar confiante com o corpo que tem, com a roupa que veste e com o próprio estilo.

Assim, elegância não é uma fórmula que vai funcionar do mesmo jeito para todas as pessoas. Ser elegante tem muito mais relação com autoconhecimento (de corpo e estilo) do que com regras e tipos de roupa. Isso quer dizer que você não precisa comprar um monte de roupas novas para ser elegante.

Saiba como montar looks elegantes a partir do autoconhecimento e peças do seu próprio guarda-roupa

1. Conheça o formato do seu corpo (e orgulhe-se dele!)

Comece a prestar atenção a essas diferenças. Tem gente que é maior na parte de cima do corpo, com ombros bem largos ou um busto avantajado. Outras pessoas tem a parte de baixo mais larguinha. Tem quem tenha pernas longas e finas e quem tenha pernas curtas e grossas. Todos esses detalhes são importantes na hora de entender o formato do próprio corpo.

2. Busque um bom caimento
Não adianta comprar roupas de um número maior ou menor só porque está barato, porque, no fim, a impressão vai ser de desequilíbrio e desleixo. Verifique se o ombro e as mangas não estão muito curtas ou muito folgadas, preste atenção ao comprimento da peça e se ela permite uma mobilidade confortável. Não adianta a roupa ser linda se você precisa ficar puxando e ajeitando sempre que vai sentar ou andar.

3. Saiba que cores caem melhor em você

3. Aposte no minimalismo ao se vestir
Combinações minimalistas tendem a ser mais elegantes e práticas, descomplicando o dia a dia sem perder o charme. Na sequência, algumas sugestões dadas pela estilista para aderir ao minimalismo.
Menos é mais
Essa é a regra suprema do estilo minimalista, o que não impede a criação de um look elaborado e com acessórios. O foco está em se trabalhar com menos cores, menos mistura de acessórios, etc.

4. Valorize seus pontos fortes

Em vez de ficar escondendo as dobrinhas, valorize o que é mais bonito em você chamando atenção para essa região: o pescoço, o colo, o busto, os braços, as pernas. Tire o foco dos pontos que menos gosta ou não te valorizam e mostre para o mundo o que você mais ama em si mesma.

5. Tenha peças-chaves para “elevar” o look
Há algumas peças que em si mesmas já carregam um algo de elegante. Um vestidinho preto básico, por exemplo, pode fazer toda a diferença. Da mesma forma, algumas peças oriundas do guarda-roupa masculino, como camisas e blazers, assim como certos calçados, como o scarpin, têm o poder de deixar qualquer calça jeans com um aspectos mais refinado.

6. Aposte no poder dos decotes
Imagine seu look como se fosse um desenho. Os decotes são linhas que você acrescenta ao seu visual e essas linhas têm um efeito na impressão de quem te vê. Linhas horizontais tendem a alargar a imagem, bem como linhas verticais tender a alongar.

Assim, decotes em V ou U são ótimos para quem tem busto grande ou para quem tem pescoço curto, pela impressão vertical que causam. Da mesma forma, decotes de ombro a ombro ou tomara que caia criam uma linha horizontal, alargando ombros e peito. Além disso, decotes bem fechados são ótimos para quem tem pescoço longo ou é muito magrinha.

Saber qual é o efeito das linhas que você adiciona à sua imagem quando escolhe determinadas peças de roupa podem fazer com que se vestir passe a ser uma arte para você. É como se você estivesse criando o melhor desenho possível de si.

7. Coordenações monocromáticas
Coordenações monocromáticas, ou seja, looks de uma cor só, não quebram a silhueta no meio (colocando uma linha horizontal). Assim, a sensação de sua figura ser longilínea e vertical se mantém.

Essas coordenações podem ser feitas com uma mesma cor, uma mesma cor em tons diferentes (um azul claro e um escuro, por exemplo) ou cores diferentes com um mesmo tom (duas ou mais cores, todas escuras, ou duas ou mais cores, todas claras).como-usar-look-monocromático - Moda Posthaus

8. Atente-se às pregas e volumes dos tecidos
Pregas e outros tipos de texturas e cortes podem acrescentar volume à sua imagem. Isso pode ser excelente, se você fizer intencionalmente, acrescentado o volume no ponto onde você precisa equilibrar sua imagem. Só tome cuidado para não adicionar volume onde você já tem bastante, pois seu visual vai se desequilibrar (a menos que essa seja a intenção do seu look).

9. Menos é mais (também em relação à quantidade de peças que se tem)
É preferível ter uma quantidade menor de peças, mas de qualidade melhor, do que abarrotar o guarda-roupas com peças baratas, mas de qualidade questionável. Além disso, ter menos peças facilita as combinações e agiliza o processo de se vestir. 

10. Materiais de qualidade
Quando chegar a hora de comprar peças novas, preste atenção ao material, ao caimento da peça, ao acabamento. Isso não significa que você precise comprar coisas caríssimas, mas é importante que você se preocupe com detalhes que vão além de uma estampa bonitinha ou de ficar bem no manequim. Você precisa olhar para a peça e se perguntar: quantas vezes será que eu vou conseguir usar essa peça sem que ela fique com aparência de velha? A resposta à essa pergunta pode ajudar a decidir se a peça vale ou não a pena.
Assim, sem gastar mais do que você costuma gastar, você vai conseguir comprar o melhor que seu dinheiro consegue comprar.

11. Invista nos acessórios
Baratos e elegantes, certos acessórios tem o poder de trazer um aspecto mais elegante ao look.
Ex: lenços, cachecóis, pashminas, Sapatos, Bolsas...

12. Adeque os looks ao ambiente
Estar elegante também tem a ver com estar adequada à situação (considerando e respeitando seu estilo ao mesmo tempo, claro). Preste atenção ao tipo de evento ao qual você vai e escolha algo que combine com o caso. Eventos informais pedem trajes informais. Festas sociais diurnas pedem mais leveza no traje do que as noturnas, e assim por diante.

Tenha sempre em mente que a roupa deve ser sua aliada, não inimiga. Se você usar um salto agulha em um churrasco em uma chácara, ele pode ser seu inimigo. O mesmo vai ocorrer se você optar por um vestido de tecido pesado para um casamento ao ar livre no verão.

13. Entenda: as roupas são linguagem
Aliás, tudo o que fazemos é linguagem. Todas as suas escolhas dizem algo sobre você e estar consciente disso ajuda a pensar melhor em que mensagem você quer transmitir. Quer soar romântica? O que, em termos de vestimenta, te lembra romantismo? Quer soar moderna? O que é moderno para você?

Pergunte-se e responda suas perguntas mentalmente, e aos poucos você vai dominando, cada vez mais, a sua própria linguagem ao se vestir.

14. Faça do ato de se vestir um momento divertido e descontraído – experimente!
Você só vai descobrir realmente o que combina com você experimentando. Varie as combinações, procure referências, troque os acessórios. Teste até que esteja segura e confortável com sua imagem, sabendo o que dá certo e o que não dá certo para o seu corpo e seu estilo.


15. Use o que te faz bem
Se sentir bem com uma peça de roupa vai fazer com que você se sinta autoconfiante e autoconfiança é o ponto mais importante para que você transmita a sensação de elegância para as outras pessoas.

É importante que você use as roupas a seu favor e não contra você, também é importante que você ame o seu corpo, conheça-o e use-o a seu favor para passar a melhor mensagem possível sobre si.

————————————
Lembre-se do CCC: Curtir. Comentar. Compartilhar com as Amigas!
Siga o instagram: @gracielliroque
Curtam a fan page: Gracielli Roque
E-mail: gracielliroque@outlook.com

Compartilhe:

CONVERSATION

0 comentários: